Bichectomia no Rio de Janeiro


Bichectomia no Rio de Janeiro

A face apresenta uma anatomia complexa. Entre suas múltiplas e delicadas estruturas há diversos compartimentos de gordura que funcionam como coxins de proteção.

Entre estes compartimentos, existe um que se estende quase que ao longo de toda a superfície lateral do rosto, em plano profundo, desde a têmpora até próximo à mandíbula,

recebendo o nome de Bola ou Bolsa de Bichat (em homenagem ao anatomista francês que primeiro o descreveu).

Na região do “oco” da cavidade oral (região das bochechas) é onde apresenta maior espessura podendo,

quando em grande volume, dar aspecto mais arredondado ao rosto (com importante componente genético).

A bichectomia consiste na cirurgia para retirada das chamadas bolas de Bichat, bolsas de gordura depositadas nas bochechas.

Entre a mandíbula e a maçã do rosto e que não têm uma função definida.

Como se trata de um tipo de gordura que não é usado pelo organismo como fonte de energia, ou seja, não diminui com dieta e atividade física,

muitas mulheres acabam recorrendo ao bisturi na tentativa de afinar o contorno facial.

O procedimento pode ser feito em centro cirúrgico ou consultório médico, sob anestesia local, e normalmente dura menos de uma hora.

Bichectomia no Rio de Janeiro

O profissional faz uma incisão de cerca de 1 cm de comprimento no interior da bochecha para deslocar a gordura, que pode ser removida parcial ou totalmente.

Os pontos são retirados depois de uma semana, período em que a face pode ficar inchada e apresentar hematomas leves.

A indicação ou não do procedimento depende de avaliação presencial.

A princípio, homens e mulheres poderiam se beneficiar, estando desaconselhado para pacientes abaixo dos 16-18 anos ou fora do peso ideal.

A dor não costuma ser importante. Edema e roxos podem durar de alguns dias a poucas semanas, variando caso a caso.

Venha nos conhecer!